Uma esquina na vida

11202435_10207101040314308_7362498158227905700_n por Nilo Eiji Nakamura Toldo - Acadêmico do 5ºano de 
medicina pela Universidade Nove de Julho, apaixonado por esportes, representava sua atlética nas modalidades de futsal, futebol de 
campo, natação e atletismo. Agora está descobrindo um mundo novo.

Uma vez eu ouvi que a mudança é sempre para algo bom.  Fiquei pensando sobre o assunto. Será mesmo que mudanças são sempre boas? Pensei em inúmeras formas de mudanças, desde o simples fato de mudar de casa até largar tudo e mudar de profissão. Comecei também a prestar atenção nas mudanças que ocorriam e que já haviam ocorrido em minha vida.

Mudei do colégio onde estudei por 11 anos e fui parar em outro onde não conhecia ninguém. Larguei o curso de direito em busca do sonho de fazer medicina.

De todas essas mudanças, sem contar outras menores, consegui tirar uma conclusão, o que eu ouvi estava certo. No colégio novo, em apenas um ano fiz amigos para a vida toda. Ao sair do curso de direito, fiz árduos quatro anos de cursinho, contudo foram recompensados com a aprovação, trazendo com ela a maior mudança, morar em São Paulo. E eu, menino criado no interior do Paraná, do dia para a noite, literalmente, fui jogado nessa loucura que é São Paulo. Hoje após quase quatro anos aqui só tenho que agradecer. Faço o curso que eu queria, conheci muita gente especial, amigos que posso contar sempre, minha namorada que está ao meu lado em todos os momentos e sem contar a cidade que tem muita coisa a oferecer.

E quando a mudança ocorre quando não escolhemos? Foi o que aconteceu comigo, pensava que nada mais mudaria drasticamente na minha vida, acabei arrancado de minha zona de conforto e vi minha vida virar de pernas para o ar.

Em agosto desse ano, enquanto me preparava para mais um JUMED, acabei sofrendo um acidente, em uma esquina qualquer, quando estava iniciando a travessia da rua. Esse incidente gerou uma lesão no meu pé deixando uma sequela grave. Para mim, que fazia atividade física 7 dias por semana e jogava futebol desde os 6 anos, era algo inimaginável. Passei por meus dias de luto, 3 cirurgias e conversas com médicos que ajudaram a tomar minha decisão, amputar meu pé. Deixando de lado a emoção e pensando com a razão, escolhi o melhor caminho que eu tinha no momento, buscando a melhor funcionalidade para o meu pé, que me possibilitaria ser cirurgião e ter a chance de voltar a praticar esportes. Foi-me dito por diferentes especialistas que não conseguiria andar direito, ficar muito tempo em pé, correr, logo esses meus dois principais objetivos dificilmente seriam alcançados.

Após longos quinze dias depois de tomar a decisão, o procedimento foi realizado pelo melhor especialista no assunto, um profissional e ser humano incrível que tive a honra de conhecer. E vou dizer, foram os quinze dias mais longos da minha vida. Três dias depois da amputação já estava em casa, após longos 35 dias de internação, 10 kg a menos e muitas incertezas na cabeça. Vida nova, muitos medos e desafios pela frente.

Resolvi aceitar e encarar tudo isso de cabeça erguida, acreditando sempre que sou capaz de vencer mais esse obstáculo que a vida colocou no meu caminho, se você não acreditar em si mesmo, ninguém irá. Medo? Tenho muitos, mas por trás dos nossos medos há segundas chances para serem aproveitadas. Cada um tem o poder de decidir que caminho vai seguir e eu escolhi retomar minha vida, cabe a mim transformar essa mudança em algo bom.

Todo mundo pensa que sabe como suas vidas serão, contudo, o que ninguém considera é que a vida tem seus próprios planos para você, gostando ou não. Estão só nos resta escolher entre aceitar a mudança e seguir em frente ou negar ela e ficar para trás.

11202435_10207101040314308_7362498158227905700_n por Nilo Eiji Nakamura Toldo - Acadêmico do 5ºano de 
medicina pela Universidade Nove de Julho, apaixonado por esportes, representava sua atlética nas modalidades de futsal, futebol de 
campo, natação e atletismo. Agora está descobrindo um mundo novo.

 

 

Anúncios

14 comentários sobre “Uma esquina na vida

  1. Nilo, vc é um cara valente pacas, acho que no seu caso a escolha foi perfeita. O desafio foi lançado para alguém capaz de encara-lo. Ñ acho quexa vida escreve antes, acho sim que existe uma ‘lei dos acidentes’ e ela simplesmente vai acontecendo. O grande barato é o que a gente faz com o que nos acontece. Quanto mais intenso o evento maior o desafio e mais poderosa pode ser a nossa resposta. Nesse assunto vc está mandando bem e aí está a alquimia da limonada. Manda ver garoto, esprema o limão até ñ ter mais suco algum desperdiçado.

    Curtir

  2. Nilo que Emoção… conheço seus pais desde Criança estudei com.o Paulinho desde o primeiro Ano naquela época ahhh… E Voçê? um Garoto Guerreiro Maravilhoso…. tenho Certeza vai ser um Grande Médico…. Sua Luta e Escolha vai trazer Felicidade e Cura de Muitas e Muitas Pessoas…. Deus Não Escolhe os Capacitados Deus Capacita os Escolhidos… e Voçê é um Escolhido Querido …. Ainda vou te dar Trabalho desde já Confio em Voçê Sucesso e Parabéns Dr. Nilo Bjs

    Curtir

  3. Oi Nilo. Adorei seu texto, sua história, e a maneira que escolheu para sobreviver. É muito bom estar ao lado de pessoas que nos fazem felizes. Deus abençoe sua caminhada e a conquista do diploma de médico. De sua vizinha de Londrina.

    Eliane

    Curtir

  4. Olá, Nilo Eiji !
    Sou um parente distante, Paulo Henrique Toldo, fiquei muito impressionado com sua história de vida e concordo plenamente com a sua afirmação, na mudança temos que encontrar logo o que acrescentará na nossa vida, quanto mais rápido entender e aceitar mais rápido saímos na frente.
    Parabéns pela sua perseverança e resiliência para simplesmente continuar em frente.

    Paulo H. Toldo

    Curtir

  5. Parabéns meu irmão eu acredito tudo o quê você contou pois comigo também aconteceu algo parecido também sofri um acidente no ano passado e os médicos também acharam melhor amputar minha perna direita abaixo do joelho também tive meus dias de angústia e de sofrimento mas bem como se diz o ditado depois da tempestade vem a bonança e sempre Deus esteve ao meu lado assim também como com você e é sempre bom ouvir relatos de pessoas assim pois nos mostram como a vida é nem sempre é como nós gostaríamos quê fosse mas todos nós somos capazes de alcançar forças de onde nem sabíamos quê existiam a vida é assim ela pra nos não ficou ruim apenas mudou e essa mudança nem sempre é pra pior apesar de tudo estou muito feliz com minha nova vida um grande abraço e fica com Deus.

    Curtir

  6. Oi Nilo,

    Meu nome é Paulo Cezar Huy de Macedo, falo através do facebook de minha esposa, Maria Lesita de Macedo.
    Você não deve lembrar de mim, trabalhei muito tempo com sua mãe no DER de Londrina e estive muitas vezes em sua casa quando você e o Luka eram pequenos.
    Soube hoje de seu acidente, estou aposentado, e acabei de falar com sua mãe.
    Quero que saiba que estou solidário com você e torço para que isso que lhe aconteceu seja apenas um desvio de percurso, que pelo que acabei de ler você está vencendo muito bem e com muita energia. Meus parabéns pela forma como está enfrentando essa etapa de sua vida.
    Conte comigo e com minha família caso venha precisar.
    Um grande abraço,

    Paulo.

    Curtir

  7. Nilo, fui amiga de infância de seus pais, em Centenário do Sul.
    Quero te parabenizar por sua força determinação neste momento tão complicado em sua vida.
    A maioria dos jovens veriam seu problema como o fim de tudo. Entretanto, você vê como a única solução para realizar seu sonho de ser médico.
    Parabéns por sua determinação, por sua coragem e tenha muito sucesso em sua vida.
    Um abraço carinho pra você e para seus pais e seus avós.
    Sueli A. Meca.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s